Ciência no mercado

20 Nov 2018 / 18:03 H.

Amanhã tem lugar a quarta edição “Ciência no mercado”.

A praça do peixe do Mercado dos Lavradores transforma-se numa mostra de investigação e conhecimento tecnológico made in Madeira.

Organizado pela Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação (ARDITI), o evento integra a Semana da Ciência e Tecnologia (C&T) celebrada ao nível nacional, este ano, entre 19 a 25 de novembro no âmbito das campanhas promovidas pela Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

A iniciativa tem a participação de diferentes entidades regionais, públicas e privadas.

Estão presentes as ciências exatas e naturais, da engenharia e tecnologias às ciências médicas e da saúde, de áreas como Astronomia, Microbiologia, Robótica e Enfermagem – só para citar algumas.

Cientistas, investigadores e técnicos especializados saem dos gabinetes e laboratórios.

Como peixe na água chegam-se à frente das bancas que, num dia insuspeito, estão repletas de frescura descarregada na lota.

Partilha-se conhecimento científico e tecnológico de forma descontraída, divertida e disponível à interação, com exposições, demonstrações e atividades “com a mão na massa” (hands on).

Fui voluntário na 3ª edição.

Convivi com os participantes.

Conheci projetos e produtos hiper interessantes, desde a descrição de espécies invasoras nos mares da ilha com origem no tráfego marítimo aos pães feitos com farinha de algas.

Vi visitantes, novos e idosos, interessados e curiosos, deliciados na prova de gastronomia molecular – trocado em miúdos gelados feitos com azoto líquido – ou o suspense no olhar à procura da cagarra.

Às centenas, passaram por lá madeirenses, residentes na ilha, turistas de várias nacionalidades.

O entusiasmo e surpresa movem-se, em conjunto, para perguntas e experiências no “como funciona” ou “e porque é que”.

O resultado é o contacto com e aprendizagem de que se leva para casa. Gratuita.

Aberto ao público em geral, não precisa de inscrição prévia.

A entrada é livre. Como a Ciência. Como todos os dias no Mercado.

Vamos!

Jorge Antunes

Tópicos

Outras Notícias