Papa alerta para a tentação do “triunfalismo” na homilia do Domingo de Ramos

14 Abr 2019 / 12:52 H.

O papa Francisco criticou hoje a tentação do triunfalismo por parte de quem julga sempre que os outros são piores ou fracassados, na homilia com que marcou no Vaticano o Domingo de Ramos, início da Semana Santa.

Numa homilia perante milhares de pessoas concentradas na Praça de São Pedro, o líder da igreja católica disse que “o triunfalismo se alimenta da comparação com os outros, julgando-os sempre piores, defeituosos, falhados” e defendeu, em alternativa, o “caminho da humildade”.

O papa destacou que “Jesus destruiu o triunfalismo com a sua paixão”.

A Paixão de Jesus foi, segundo disse, “um modelo de vida e de vitória contra o espírito do mal, que todos os cristãos devem seguir”.

Para chegar ao “verdadeiro triunfo”, acrescentou, é preciso “dar espaço a Deus”, através do “esvaziamento de si mesmo”.

A cerimónia de Domingo de Ramos começou com a tradicional procissão da Praça de São Pedro até o obelisco, onde Francisco, vestido com ornamentos vermelhos tradicionais da época, abençoou as palmeiras e ramos de oliveira carregados pelos fiéis, símbolos da paz.

Outras Notícias