Ataque a base militar no Mali deixa 15 soldados mortos

17 Mar 2019 / 15:31 H.

Um porta-voz do Exército do Mali, coronel Diarran Kone, informou hoje que uma base militar localizada em Dioura, no Centro do país, foi atacada, tendo-se registado baixas mortais entre os soldados.

Segundo uma fonte de segurança que pediu anonimato á agência AP, 15 soldados foram mortos no ataque. Já a agência AFP, que cita fontes militares e de segurança não identificadas, fala num balanço “pesado”, entre quatro a 15 mortos.

O Campo das Forças Armadas do Mali em Dioura, a este da capital da região, Mopti, foi atacado durante a noite, por um “grupo chegado de moto e a bordo de veículos”, segundo descreveu uma fonte à AFP, que acrescentou que “vários militares foram mortos e dados como desaparecidos”.

“Os nossos homens responderam, vi pelo menos quatro corpos caídos. Não temos um balanço preciso, mas há muitas baixas”, referiu outra fonte. Outro responsável referiu “um pesado balanço de pelo menos oito mortos”.

O ataque, que se registou numa área com forte presença de extremistas islâmicos, não foi reivindicado. Na semana passada, sete soldados foram mortos em ataques à bomba na estrada.

Apesar da presença de várias missões militares no Mali - das Nações Unidas, do G5-Sahel, de França -, a violência extremista persiste no país, com 237 ataques registados em 2018.