Taxistas da Madeira com “saudades” de Jerónimo Pina

13 Mar 2019 / 21:22 H.

Os motoristas de táxi da Madeira “já têm saudades do comissário Jerónimo Pina”, anterior comandante da Esquadra de Trânsito do Funchal que iniciou funções a dia 1 de Março à frente do Departamento Jurídico e de Fiscalização da recém-criada Polícia Municipal da capital madeirense.

Numa mensagem enviada ao DIÁRIO, pela voz de Jorge Santos, “apesar de Jerónimo Pina ter tido alguns encontros menos agradáveis com alguns taxistas”, em que parte desses motoristas “ficaram inclusive com as viaturas presas e tiveram que pagar elevadas coimas por terem cobrado mais dinheiro aos clientes”, agora com a sua transferência para a Polícia Municipal, ao que pensavam “ser um alívio para os motoristas de táxi, revela-se por não o ser!”.

“Em conversa com alguns motoristas de táxi muitos afirmaram que ele estava a fazer um bom trabalho de maneira igual e sem amigos” e que “ele não fiscalizava só os táxis, mas também jipes e carrinhas de turismo de maneira igual para todos”. Outros ainda afirmaram que “ele devia ficar mais tempo” à frente da Esquadra de Trânsito “para limpar alguns que mancham a classe”. Entre vários comentários de alguns profissionais do sector “apercebemo-nos que Jerónimo Pina é um agente que faz cumprir a lei independentemente de quem seja”, referiu Jorge Santos.

“Lembre-se que este agente foi conhecido por usar também as balanças da PSP para diversas fiscalizações, acabando estas fiscalizações por resultarem em elevadas coimas para grandes companhias de construção civil cá na ilha que não estavam acostumadas a serem interceptadas nas Operações Stop!”, acusa ainda motorista de táxi, porta-voz de “centenas” de profissionais.

Outras Notícias