Sem a ressurreição de Cristo a fé cristã seria em vão

Mensagem do Bispo do Funchal, no dia que se celebra a alegria de Jesus Cristo ressuscitado

21 Abr 2019 / 12:37 H.
    Cargando reproductor ...

O Bispo do Funchal disse hoje, na missa da Ressurreição do Senhor, que Jesus é o “esplendor da vida divina” e é sinónimo de “esperança”, reforçando que sem esse momento, a fé cristã seria em vão.

Neste Domingo de Páscoa, dia da ressurreição de Jesus, o chefe da igreja católica madeirense frisou ser um dever dos cristãos o anúncio da Páscoa de Jesus. “Porque a nós foi-nos dada a graça de viver neste horizonte de vida. Mais, Jesus ressuscitado, ao dar o seu sopro de vida, o seu Espírito, aos discípulos, dá-nos a participar da sua vida eterna”, destacou D. Nuno Brás na Sé do Funchal, sendo esta a “missão que Deus nos confiou”.

D. Nuno Brás destacou ainda a importância de Deus estar presente em cada momento da vida dos fiéis, para os encher de luz salientando que “assim, nunca mais haverá solidão nem abandono”.

“Ainda que todos nos abandonem, Jesus permanecerá, como prometeu, “até ao fim dos tempos”. Recordou, por isso, as palavras de São Paulo: “Se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé.”

Numa homilia em que uma curta mensagem citando o Papa Francisco, o bispo do Funchal endereçou palavras em inglês, francês, italiano e espanhol, chegando mais perto dos muitos fiéis turistas estrangeiros presentes.

Ainda antes da homilia, D. Nuno Brás lembrou as vítimas de mais uma barbárie em nome da crença religiosa, nomeadamente os ataques terroristas ocorridos hoje no Sri Lanka, precisamente neste dia, em hotéis onde estavam turistas e igrejas onde rezavam fiéis católicos.

Refira-se ainda que antes da cerimónia religiosa que levou muita gente à Sé do Funchal, procedeu-se a uma pequena procissão que, basicamente, deu a volta à estátua de Gonçalves Zarco e regressou à catedral. Sendo seguida por um pequeno grupo de fiéis, a maioria optou por permanecer nos seus lugares.

Outras Notícias