Queda da estação espacial ‘Skylab’ foi há 40 anos

12 Jul 2019 / 15:00 H.

A 1 de Junho de 1979 o DIÁRIO noticiava, na primeira página, a queda do laboratório espacial da NASA, ‘Skylab’, no oceano Índico, sem causar danos. Era o fim de um longo período de expectativa e muita especulação sobre o local onde a primeira estação orbital iria cair e as consequências da reentrada na atmosfera. Com muito pouca informação disponível, um pouco por todo o mundo temeu-se que ‘o céu caísse em cima da cabeça’. No final, imperou a lei das probabilidades e a estação desintegrou-se, tendo as partes maiores caído no mar.

O Skylab (Laboratório do Céu) foi lançado em 1973, tinha capacidade para receber até cinco tripulantes e realizar um largo conjunto de experiências. Ao contrário do que estava previsto, o projecto foi interrompido e a estação passou a ter os dias contados.

Depois da queda da estação da NASA só em 1996, com MIR, russa, voltou a aposta nas estações orbitais permanentes. Dois anos depois começou a ser construída a Estação Espacial Internacional, o maior projecto espacial que reúne as principais potências da Terra.

Nesta edição de 12 de Julho de 1979 há outra notícia em grande destaque: a crise governamental em Portugal. Depois da demissão do governo chefiado pelo social-democrata Carlos Mota Pinto, que já integrara o governo do Bloco Central, com Mário Soares (PS), no ano anterior, o Presidente da República, Ramalho Eanes, deu um prazo ao parlamento para apresentar uma solução de governo viável, o que não veio a acontecer.

No final do mês, seria indigitada Maria de Lurdes Pintassilgo para formar um governo de iniciativa presidencial até à realização de eleições.

Outras Notícias