Pico da gripe na Madeira foi na semana de Ano Novo

A conclusão é do ‘Despertador das Farmácias’, barómetro que antecipa a actividade gripal a partir dos dados da dispensa de medicamentos

23 Jan 2020 / 16:12 H.

O pico da gripe na Madeira ocorreu no dia 29 de Dezembro de 2019, alinhado com o restante país, onde a fase mais severa dos contágios aconteceu na semana da passagem de ano. O surto epidémico no arquipélago foi de grau 3 (moderado).

Na maioria do território nacional, o surto epidémico foi de grau moderado (3 em 5), semelhante ao do ano passado, no qual se registaram 3.331 óbitos devido à doença.

As conclusões são do Centro de Estudos e Avaliação em Saúde (CEFAR), da Associação Nacional das Farmácias, confirmando as previsões anunciadas em Dezembro.

Refira-se que os dados estatísticos do ‘Despertador das Farmácias’, baseiam-se na procura de medicamentos e produtos de saúde para infecções respiratórias. As farmácias atendem, em média, 520 mil pessoas por dia, pelo que o CEFAR antecipa a evolução da epidemia em duas semanas com base nestes dados.

“O objectivo das farmácias é colaborar com as autoridades de saúde nos grandes objectivos de Saúde Pública. No caso da gripe, o primeiro alerta só é possível a partir dos nossos sistemas de informação. O ‘Despertador das Farmácias’ é para nós uma questão de responsabilidade e de compromisso”, conclui Humberto Martins, director para a área profissional da ANF.

Recorde-se ainda que, segundo este barómetro, neste momento a actividade gripal está a decrescer em todo o país.