Miguel Silva Gouveia aposta na dinamização da economia azul para os arquipélagos da Macaronésia

20 Set 2019 / 17:56 H.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, abriu esta tarde, na Sala da Assembleia Municipal do Funchal, o seminário no âmbito do projecto europeu MACAROFOOD, do qual faz parte a Autarquia, com vista à valorização de produtos marinhos dos arquipélagos da Macaronésia.

O seminário foi subordinado ao tema “Oportunidades no Mar para PME’s” e Miguel Silva Gouveia destacou que “este é mais um passo na profunda colaboração que tem existido entre os arquipélagos, no sentido de encontrar pontos comuns que possamos valorizar dentro da Economia Azul, ou economia do mar.”

“Neste caso, acreditamos que a Câmara do Funchal tem um papel fundamental, desde logo como agente de investigação, pois somos uma das poucas Câmaras no país que faz investigação ao nível das espécies marinhas, incluindo a avifauna. Daí assumirmos um papel importante neste tipo de projetos, que procuram diversificar fontes económicas, mas utilizando os recursos marítimos de uma forma cada vez mais sustentável.”

“Estas são duas dimensões que nos interessam, nomeadamente o novo paradigma que olha para os recursos, não de uma forma predatória, mas de modo a que possamos utilizá-los de forma equilibrada, assegurando, por exemplo, a manutenção dos biobancos marinhos das espécies que estão aqui a ser analisadas. Ao mesmo tempo, potencia-se a transformação destes recursos, neste caso em termos gastronómicos, para podermos oferecer a quem nos visita um produto diferenciado e genuíno, que identifique as ilhas da Macaronésia e, neste caso, a cidade do Funchal.”

O projecto MACAROFOOD - “Valorização de produtos marinhos da Macaronésia: turismo, gastronomia e capacitação profissional” tem como objetivos desenvolver sinergias entre a Ciência e a Gastronomia, criar uma rede de cooperação, de boas práticas sustentáveis e alianças entre pesca artesanal e a hotelaria e promover produtos do mar e o seu uso responsável na hotelaria e turismo através da utilização de TIC’s.

Além da Câmara Municipal do Funchal, através da Estação de Biologia Marinha do Funchal, o projecto tem como parceiros a Universidad de Las Palmas de Gran Canaria, Universidad de La Laguna, a Direção Regional das Pescas, o Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas, a Universidade de Cabo Verde, a Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde e a Proempresa - Instituto de Apoio e Promoção Empresarial.

Outras Notícias