Médicos de família vão ter mais doentes na Madeira

06 Dez 2018 / 07:00 H.

Bom dia caros leitores e leitoras. Na manchete do DIÁRIO desta quinta-feira saiba que os médicos de família a desempenhar funções na Madeira vão ter a seu encargo mais pacientes.

Na Região, 30% dos inscritos nos centros de saúde não têm clínico atribuído e o SESARAM prepara-se para introduzir “reajustes” que podem provocar o descontentamento dos profissionais, apesar de estar prevista a entrada de mais especialistas.

Ainda sobre este caso, e respondendo a um estudo nacional divulgado ontem, que apontava para o facto de 40% dos menores não terem médico de família atribuído, o Sistema Regional de Saúde fez questão de corrigir a informação e apontou para uma percentagem cifrada nos 32%.

Da Saúde para um ‘remédio’ bem terapêutico surge como mancha fotográfica Felix Weber, um nómada alemão que recusa as tecnologias e passa os dias a correr, com uma tenda às costas, na busca pela sua felicidade. Está na Madeira pela segunda vez, a fim de participar na Maxi Race, prova de trail que se inicia este sábado, em São Vicente, mais concretamente na Boaventura.

Em termos políticos, saiba que o DIÁRIO fez o ‘teste do algodão’ à anunciada descida de impostos, e as declarações no Parlamento face à política fiscal para 2019 esconde ‘meias inverdades’.

‘Festival Nos Summer Opening nos prémios ibéricos’ e ‘Dionísio Pestana “reaccionário” não pensa na reforma’ são outras duas chamadas de primeira capa, num dia em que se assinala a 29.ª edição das ‘500 Maiores’, evento que premeia as melhores empresas da Madeira, num evento a ter lugar no Centro de Congressos da Madeira, a partir das 17 horas, contando com a presença de Paulo Portas.

O DIÁRIO deseja-lhe boas leituras.

Outras Notícias