Funchal recuperou 13 km de caminhos pedestres no Parque Ecológico

12 Jul 2019 / 20:09 H.

O presidente da Câmara Municipal do Funchal (CMF, Miguel Silva Gouveia, e a vice-presidente, Idalina Perestrelo, inauguraram, esta sexta-feira (12 de Julho), no Parque Ecológico do Funchal, a obra de recuperação de 12,8 km de caminhos pedestres, em toda a extensão do parque.

Trata-se de um investimento de 361 mil euros, resultado da aprovação de uma candidatura ao programa comunitário PRODERAM 2020, que recuperou, em específico, quatro percursos: Poço da Neve – Casa do Barreiro, Pico do Areeiro – Ribeira das Cales, Ribeira das Cales – Monte e a ligação entre a levada do Barreiro e o Centro Temático da Água.

Miguel Silva Gouveia explicou que “esta é uma intervenção que incidiu sobre caminhos antigos, e outros afectados pelas catástrofes naturais que tiveram lugar no concelho, e que permitem que, a partir de agora, estes possam voltar a ser usufruídos em segurança, por todos os madeirenses e por todos quantos visitam a cidade. A mitigação dos efeitos da erosão destes trilhos, sofrida ao longo de décadas, constituiu uma beneficiação que consideramos determinante para a valorização do nosso Parque Ecológico”.

A obra contemplou o reforço e adequação dos pavimentos, a instalação e melhoramento de varandins de protecção, a construção de muros de suporte e a limpeza de vegetação, sendo cofinanciada a 85% por fundos europeus, com os restantes 15% assegurados pelo orçamento municipal do Funchal.

“Este é mais um projecto alicerçado na preservação do património natural do concelho, que premeia o trabalho desenvolvido pelos técnicos da Câmara Municipal do Funchal e do Parque Ecológico e com inegável valor acrescentado para uma cidade que encontra no turismo a sua principal actividade económica”, destacou Miguel Silva Gouveia.

O presidente aproveitou a ocasião para referir, ainda, que a Casa do Burro, uma das antigas infra-estruturas municipais dentro do Parque Ecológico, foi igualmente recuperada, num investimento exclusivamente municipal na ordem dos 40 mil euros. O espaço dará agora apoio às actividades do Parque e aos trabalhos de prevenção que ali decorrem ao longo de todo o ano.

Outras Notícias