Funchal perde o Dia de Portugal para Portalegre

14 Jan 2019 / 19:15 H.

O Presidente da República anunciou hoje que as comemorações do Dia de Portugal neste ano de 2019 vão começar em Portalegre, antes de prosseguirem junto dos portugueses e lusodescendentes residentes em Cabo Verde.

Marcelo Rebelo de Sousa falava no Palácio da Ajuda, em Lisboa, numa cerimónia de apresentação de cumprimentos de ano novo do corpo diplomático acreditado em Portugal.

O chefe de Estado já tinha anunciado, no dia 31 de Dezembro, em passagem pela Cidade da Praia, em Cabo Verde, que em 2019 as comemorações do 10 de Junho iriam realizar-se também naquele país.

“Começaremos no território português e depois partiremos para chegar aqui a meio da tarde, o que permitirá ainda nessa tarde e durante a noite celebrar aqui na Cidade da Praia e no dia seguinte na cidade do Mindelo [na ilha de São Vicente]”, declarou, na altura.

A Assembleia Legislativa da Madeira tinha enviado, recentemente, uma carta à Presidência da República a sugerir que as comemorações do 10 de Junho se realizassem no Funchal, associadas aos 600 anos das Descoberta da Madeira que se comemoram este ano.

O gabinete de Marcelo Rebelo de Sousa tinha comunicado que a decisão do Presidente da República estaria dependente de um parecer do primeiro-ministro, António Costa.

Com esta decisão, o Funchal perde para Portalegre, no ano em que terão lugar as principais cerimónias dos 600 anos.