“Esta será sempre uma data que importa invocar”, afirma José Manuel Rodrigues

20 Fev 2020 / 12:36 H.

Vários parlamentares marcam presença na missa em homenagem às vítimas do 20 de Fevereiro na Se do Funchal, assim como diversas entidades governativas.

José Manuel Rodrigues, presidente da Assembleia Legislativa Regional, principal impulsionador desta eucaristia, referiu ao DIÁRIO que o parlamento regional, enquanto representante do povo madeirense, “não poderia deixar de assinalar esta data para lembrar as vítimas e agradecer e enaltecer todos aqueles que contribuíram para que as correntes de lama fossem travadas e que houvesse uma onda de solidariedade na Madeira como talvez nunca se tenha visto na história do nosso arquipélago”

O chefe máximo do parlamento madeirense deixou claro que esta será sempre uma data que “importa invocar, pois foi essa corrente de solidariedade que reergueu a Madeira da lama que ameaçava destruir tudo e todos”.

A presença da imagem de Nossa Senhora da Conceição na Sé do Funchal, que a 20 de Fevereiro estava na Capela das Bobosas, no Monte, e que foi salva intacta é, para José Manuel Rodrigues, um símbolo de “esperança”.

“Quando vimos que há 10 anos, a capela foi destruída e a única coisa que se salvou foi a imagem de Nossa Senhora e uma cruz vergada e que hoje voltamos a reerguer a capela para a fé das pessoas do Monte e de toda a ilha, é claramente um símbolo de esperança”, afirmou, congratulando-se com o facto de a Madeira estar hoje “mais bem preparada para enfrentar um problema daquelas dimensões como foi a tragédia do 20 de Fevereiro”.