“D. Maurílio fica no coração do Alentejo”

Évora /
19 Mar 2019 / 15:52 H.

O arcebispo de Évora lamentou a morte de D. Maurílio de Gouveia, falecido hoje na Madeira, considerando que o prelado que liderou os destinos da arquidiocese, entre 1981 e 2008, é um homem que fica “no coração do Alentejo”.

Em entrevista à Agência ECCLESIA, D. Francisco Senra Coelho recorda D. Maurílio de Gouveia como uma figura de “grande humanidade”, que ao longo do seu pontificado “abraçou os alentejanos” em todas as dimensões, na “proximidade com quem sofre e na festa com quem compartilhava a alegria da vida”.

O arcebispo eborense faz ainda votos de “que para sempre D. Maurílio de Gouveia tenha a paz de Deus, porque deu essa paz às suas comunidades, ensinou-as a encontrar essa paz”.

“Nos últimos momentos da vida dele, que eu compartilhei duas vezes, em duas visitas ao Funchal, impressionou-me essa paz, essa serenidade, um homem de oração, de um grande amor à Eucaristia, um homem mariano, que viveu a cruz da sua doença prolongada com a grandeza de um cristão com letra grande”, destaca D. Francisco Senra Coelho.

D. Maurílio Jorge Quintal de Gouveia, arcebispo emérito de Évora, faleceu hoje aos 86 anos no Funchal, a sua terra natal, onde passou o último período da sua vida.

Outras Notícias