CDS diz que Miguel Gouveia copia Pedro Calado

Arrancou a sessão ordinária da Assembleia Municipal do Funchal, que passou para esta segunda-feira, com a discussão dos pontos relativos ao Orçamento e Plano para 2020.

02 Dez 2019 / 09:54 H.

Gonçalo Pimenta, do CDS, foi o primeiro a falar e começou por dizer: “O cds não é responsável pelo voto contra ou chumbo” do orçamento para 2020.

Isto porque o número de deputados do CDS, sublinhou, é inferior ao dos partidos que optaram integrar a Coligação Confiança.

Gonçalo Pimenta disse que por a receita ter aumentado de 2019 para 2020, o executivo municipal “tem dinheiro para investir”.

E que presidente do município, Miguel Silva Gouveia, “está a aumentar a dívida para a frente, em 10,5 milhões de euros”. E transforma a dívida comercial em financeira. Ou seja, acrescentou o democrata-cristão: “O presidente está a copiar o vice-presidente do Governo Regional, o melhor exemplo”.

Para Gonçalo Pimenta, o presidente da CMF “assume que este é o melhor modelo financeiro que pode ter para a cidade”.

Gonçalo Pimenta disse ainda que o presidente da Câmara parece o “Robin Miguel Gouveia” do Funchal, porque tem condições para cumprir vários projectos anunciados, entre os quais o cartão eco-funchal, mas não é, porque não os executou, concluiu.