Avião da TAP que divergiu para Porto Santo já voa de regresso a Lisboa

Sobe para quatro os voos canecaldos (chegadas e partidas) e seis permanecem divergidos. Vento aumentou para 81 km/h

14 Fev 2019 / 14:04 H.

Com o vento a aumentar de intensidade na última hora junto ao Aeroporto Internacional da Madeira – Cristiano Ronaldo (rajada máxima atingiu os 81 km/h e o vento médio subiu para 54,7 km/h), o avião da TAP que tinha divergido para Porto Santo, acaba de levantar voo rumo a Lisboa. Assim que aterre no Aeroporto Humberto Delgado o voo em causa (TP 1685) será oficialmente dado como cancelado, elevando para quatro (chegadas e partidas) os voos hoje cancelados (ambos da TAP e procedentes de Lisboa) por causa das condições atmosféricas adversas que voltam a condicionar a operacionalidade do Aeroporto da Madeira. Em Porto Santo permanecem estacionadas as seis aeronaves internacionais (vindas da Alemanha, Dinamarca, Reino Unido e Holanda) que foram obrigadas a divergir, ‘afastadas’ pelo vento forte que continua a ‘soprar’ com demasiada intensidade na parte Leste da ilha da Madeira. Entretanto há mais quatro aviões, todos oriundos da Alemanha, que se encontram a voar na rota para a Madeira. Até final do dia continuam programadas as 14 chegadas previstas ocorrer entre as 14:10 e a 01:00. Entretanto do Aeroporto de Porto Santo chegou a informação do caos no interior da gare, com mais 200 passageiros a serem confrontados com a manifesta incapacidade dos (poucos) serviços existentes. A falta de autocarro que ofereça algum comodismo aos passageiros que desembarcam no trajecto da placa até à gare e a inexistência de restaurante na infra-estrutura portuária, agudizam os transtornos de quem viu a viagem para a Madeira ser interrompida no pequeno território duplamente insular.

Outras Notícias