Ambiente autoriza abate de pombos-trocazes durante um ano

28 Mai 2019 / 12:00 H.

É uma autorização condicionada. A Secretaria Regional do Ambiente, através de um Despacho assinado por Susana Prada e datado de 21 de Maio, autoriza o abate de pombos-trocazes, mas só “em caso de comprovado prejuízo para as culturas agrícolas, verificado pelo Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, IP--RAM”.

Além de prejuízo comprovado, o pombo não pode ser abatido no habitat natural (floresta), apenas em áreas agricultadas.

O abate só pode ser feito pelo IFCN da Região, entidade que tem de realizar, durante o próximo mês de Agosto, “um novo censo, da população de pombo - trocaz, para que o seu efectivo populacional e consequente estado de conservação seja devidamente acompanhado, seguindo as metodologias do esquema de monitorização regular previstas.”

O efeito do despacho referido caduca a 31 de Maio de 2020.

Tópicos