Albuquerque destaca recuperação do cais de Câmara de Lobos

Temporal destruíra a infraestrutura, agora recuperada pelo Governo com investimento de 150 mil euros

16 Jan 2019 / 13:09 H.

Foi preciso quase um ano, após o temporal de finais de Fevereiro de 2018, mas finalmente o cais de Câmara de Lobos, que dá apoio à ainda resistente comunidade piscatória, está funcional. O acto oficial de ‘inauguração’ decorreu hoje, com a visita do presidente do Governo Regional da Madeira.

Como bem lembrou Miguel Albuquerque esta manhã o cais ficou “totalmente danificado “ pela força das ondas de sudoeste (como atestam as fotos de então) e hoje está “totalmente reabilitado” após investimento que não foi muito significativo, cerca de 150 mil euros, segundo o governante, mas muito “importante”.

Brexit é “processo suicidário”

À margem desta visita, o líder do Executivo de uma Região que tem na emigração uma forte representatividade no Reino Unido, mas também cujo principal sector económico, o turismo, depende do fluxo de turistas desse território, foi questionado sobre o processo de saída do país da União Europeia e que ontem sofreu um atraso pelo chumbo do acordo no Parlamento britânico.

Albuquerque sempre achou que o Brexit era “um processo suicidário para a Grã-Bretanha e acho que é péssima esta situação que se está a viver no Reino Unido”, acrescentando que tudo o que, neste momento, aponte para uma saída abrupta do Reino Unido da União Europeia seria catastrófico, em primeiro lugar para o próprio Reino Unido”, acreditando que a solução terá de ser negocial, mas “que vai se arrastar no tempo”.

E acrescenta: “Não acho que seja possível que o Reino Unido saia já em Março (prazo previsto era a 29), sem medidas cautelares, no fundo, do próprio abastecimento da Grã-Bretanha que depende, no seu dia-a-dia, das importações do continente europeu. Neste momento é um processo mau para a Europa, para todos os países europeus e, sobretudo, é mau para os próprios habitantes do Reino Unido. Neste momento já não se discute o Brexit, mas uma disputa de poder entre as diversas forças do Partido Conservador e do Partido Trabalhista. Esta indefinição pode ter consequências para a queda da Libra, que já aconteceu nos últimos meses em -12% e que, felizmente, não afectou o nosso turismo, mas temos de pensar que temos uma grande comunidade e a maioria integrada, mas temos de pensar no fluxo de turismo inglês”, lembrou.

Outras Notícias