Treinador do Aves promete ir à luta e tentar surpreender o Benfica

16 Fev 2019 / 15:54 H.

O treinador do Desportivo das Aves considerou hoje “fundamental” não sofrer golos nos primeiros 20 minutos diante do Benfica, a quem prometeu “atrapalhar” a forma de jogar no encerramento da 22.ª jornada da I Liga de futebol, segunda-feira.

Augusto Inácio disse em conferência de imprensa que preparou o jogo como qualquer outro, sem olhar ao nome do adversário, reconheceu que, “a haver um empate ou uma vitória do Aves, será sempre uma surpresa”, elencando, depois, a forma mais segura para somar pontos na receção ao Benfica.

“Estamos à espera de uma equipa que assuma o jogo, meta o adversário para trás e procure marcar cedo. Para nós, é fundamental não sofrer golos nos primeiros 20 minutos, pois isso dá-nos alento”, disse Augusto Inácio.

Para “atrapalhar” o jogo do Benfica, uma equipa “moralizada”, o técnico do Aves disse ser necessário “ser rigoroso defensivamente e atacar quando for possível”, numa estratégia em que “é preciso ter sempre os olhos na baliza”.

“Vamos à luta e tentar surpreender o Benfica. Eu gosto, sinceramente, destes jogos. Temos menos hipóteses de ganhar, sabendo que, quem roubar pontos aos ‘grandes’, e incluo já o Braga, são extras. É aguentar, aguentar, aguentar, e tentar, depois, ser felizes e eficazes, sabendo que tudo vai depender daquilo que o Benfica fizer”, sublinhou.

Inácio deixou ainda elogios ao Benfica, tendo endereçado os parabéns ao clube pela vitória (2-1) na Turquia, diante do Galatasaray, para a Liga Europa, na quinta-feira, e, em especial, ao seu colega Bruno Lage.

“Às vezes, fala-se em coragem, mas é preciso conhecer os jogadores e, também, estaleca para meter a jogar aqueles miúdos todos, poupando outros, o que também é demonstrativo do respeito que eles têm pelo Aves”, afirmou.

E, sem se deter, Inácio esmiuçou mais o atual Benfica, a quem disse notar “jogadores alegres e uma ideia de jogo que vinha do passado”, dando conta de “uma dupla [Seferovic e João Félix] que encaixou muito bem, em que Seferovic até parece outro jogador”, falou de “muitas soluções” e de “uma equipa que respira confiança”.

Na memória, está ainda a vitória histórica com que o Benfica esmagou o Nacional, por 10-0, com Inácio a solidarizar-se com Costinha, os seus jogadores e o presidente da formação insular.

“Já levei cinco em Alvalade pelo Guimarães e sei o que custa. Mas, mais importante, é dizer que cada jogo tem a sua história. Não estou à espera que algo do género vá acontecer, aliás, penso marcar um golo ao Benfica, discutir o resultado e, pelo menos, empatar”, concluiu.

O médio Falcão é o principal ausente nos eleitos de Inácio, por lesão, para um jogo em que o Aves nunca venceu como visitado, em quatro jogos realizados para o principal campeonato.

O Aves, 14.º classificado, com 21 pontos, vai defrontar o Benfica, segundo, com 50, no seu estádio, na segunda-feira, a partir das 20:15, no jogo que vai encerrar a 22.ª jornada.

Outras Notícias