Sérgio Conceição assume “mau perder” e critica condições após Taça da Liga

29 Jan 2019 / 16:24 H.

O treinador do FC Porto assumiu hoje ter “mau perder”, mas justificou a ausência dos ‘dragões’ dos festejos da vitória do Sporting na Taça da Liga, no sábado, com o desconforto provocado por condições longe das ideais.

“É mau para a equipa que perde ter de subir uma escadaria enorme onde estão os adeptos adversários. Isso é uma situação a rever. Aos palavrões não vejo grande mal. Agora o insulto gratuito e as cuspidelas já não devem existir e todo o nosso ‘staff’ levou com isso”, afirmou Sérgio Conceição.

Na conferência de imprensa de antevisão à recepção ao Belenenses, na quarta-feira, para a 19.ª jornada da I Liga, o treinador ‘azul e branco’ condenou ainda a tentativa de agressão de Diamantino Figueiredo, um dos seus adjuntos, a um adepto do Sporting.

“É condenável o ato do Diamantino Figueiredo? Obviamente que é. Assumimos essa responsabilidade, como sempre fazemos isso de forma interna. Nas situações positivas dividimos os louros e nas situações negativas também. Não digo que haja justificação para isso, mas houve provocação, que o levou a tomar esta atitude nada típica do Figueiredo”, sublinhou Sérgio Conceição.

O incidente com o treinador de guarda-redes ocorreu após a comitiva ‘azul e branca’ ter recebido as medalhas de finalista da Taça da Liga, no Estádio Municipal de Braga, no sábado, na sequência da derrota frente ao Sporting nas grandes penalidades (3-1), após a igualdade 1-1 no tempo regulamentar.

“Vêm falar das medalhas quando há coisas mais importantes para falar. Mas que ‘fair-play’? É como diz o outro, o ‘fair-play’ é uma treta. Tenho mau perder, tenho, assumo isso, muito mau perder, não sei perder. O FC Porto contratou-me para ganhar. Já quando ganho estou maldisposto, imaginem quando perco”, rematou Conceição.

O treinador criticou ainda a arbitragem “defensiva” de João Pinheiro no embate com o Sporting, ironizando sobre a evolução de Bruno Esteves como videoárbitro (VAR).

“Dizem que o árbitro teve uma arbitragem exemplar, eu acho que não foi, achei que foi extremamente defensiva.

Apitava tudo e mais alguma coisa. Acho que houve um excelente trabalho do VAR. Pena é que o mesmo VAR, o Bruno Esteves, que na altura foi um ajudante do VAR num jogo na Vila das Aves [em 2017/18], assinalou penálti neste momento [na final] e na Vila das Aves não assinalou. Ainda bem que melhorou”, referiu.

Sobre a recepção ao Belenenses, sétimo classificado com 29 pontos, Sérgio Conceição reconheceu como fundamental o regresso às vitórias para alcançar o “objectivo mais importante”, o de revalidar o título de campeão.

“A vitória é sempre importante para toda a gente que trabalha nesta casa. Fora de casa, o Belenenses só perdeu em Alvalade [2-1], é uma equipa bem orientada, com qualidade individual, vai ser um desafio importante para nós, são três pontos da nossa caminhada para o objectivo mais importante”, disse ainda.

O FC Porto, líder do campeonato com 46 pontos, recebe o Belenenses, na quarta-feira, a partir das 21h15, em jogo da 19.ª jornada da I Liga.