Sérgio Conceição admite que título é “extremamente difícil” mas recusa desistir

17 Mai 2019 / 14:19 H.

O treinador Sérgio Conceição admitiu hoje que é “extremamente difícil” que o FC Porto consiga revalidar o título português de futebol, mas advertiu que “ninguém desiste” até ao último jogo na I Liga, com o Sporting.

Sérgio Conceição prometeu um FC Porto “focado” em fazer o seu trabalho, na antevisão à partida da 34.ª última jornada do campeonato, no sábado, em que os ‘dragões’, para recuperarem o primeiro lugar, terão de ganhar e esperar que o Benfica perca na recepção ao Santa Clara.

“Sabemos que é extremamente difícil, mas há aqui uma premissa de todos os profissionais que é não atirar a toalha ao chão, aqui ninguém desiste. Há dois títulos em disputa, matematicamente, no campeonato, há ainda possibilidade de ganhar e é nisso que temos de estar focados, fazendo o nosso trabalho”, vincou o treinador do FC Porto.

As dificuldades do FC Porto passam também por defrontar, nesta última ronda, um adversário a que Sérgio Conceição reconhece qualidade, antecipando “um bom jogo de futebol”.

“Nestes clássicos esperamos sempre um bom jogo de futebol, dentro daquilo que são duas equipas competitivas. É uma partida histórica do nosso campeonato. Espero que a nossa equipa, no final, esteja contente por conquistar três pontos e perceber que o rival perdeu. Vamos fazer o nosso trabalho para que isso aconteça”, observou o técnico dos ‘azuis e brancos’.

Sérgio Conceição abordou ainda, de forma subtil, as polémicas com as arbitragens nos últimos jogos do Benfica, que durante a semana foram também alvo de críticas do presidente dos ‘dragões’ Pinto da Costa, falando dos possíveis desfechos do campeonato.

“Mais importante do que ganhar A ou B, seria importante que fosse um justo vencedor dentro do que é a verdade desportiva. Nesse sentido, porque neste clube fala-se a uma só voz, o nosso presidente já falou e assino por baixo”, afirmou.

À margem deste desafio, o treinador do FC Porto foi confrontado com um incidente, decorrido esta semana, num jogo de futebol entre o FC Porto e Benfica, do escalão sub-19, no qual teve um desentendimento com um adepto, devido a alegados insultos ao seu filho, que joga pelos ‘encarnados’.

“Foi uma situação de pai e filho, uma reação a um insulto, meter em causa o meu portismo. No fim da época falarei sobre isso, neste momento o mais importante é o jogo de amanhã [sábado]. Foi uma situação que não tem muito a ver com o treinador do FC Porto”, disse Sérgio Conceição.

Para este jogo com o Sporting, o técnico do FC Porto ainda tem a utilização de Brahimi em dúvida, uma vez que o argelino treinou condicionado durante a semana, mas volta a ter disponível o guarda-redes Fabiano, que foi dado como apto.

Fora das opções continua o guarda-redes Iker Casillas, que recupera de um enfarte agudo do miocárdio, mas que hoje esteve presente no Centro do Treinos do Olival, a visitar os companheiros de equipa.

O FC Porto, segundo classificado da I Liga, com 82 pontos, recebe no sábado o Sporting, terceiro, com 74, numa partida agendada para as 18:30, que terá arbitragem de Fábio Veríssimo, da Associação de Futebol de Leiria.

Outras Notícias