24 viaturas e 63 bombeiros no combate às chamas

22 Fev 2019 / 21:20 H.

O Serviço Municipal de Proteção Civil e os Bombeiros Sapadores do Funchal estão no local a coordenar a operação, que também conta com os Bombeiros Voluntários Madeirenses, Bombeiros Municipais de Santa Cruz, Bombeiros Voluntários de Câmara de Lobos, a PSP e duas guarnições da GNR, com 24 viaturas no terreno e 63 bombeiros. Estes são os números mais actualizados avançados pela Câmara do Funchal.

O imóvel devoluto, agora em chamas, era usado por pessoas sem abrigo para passarem a noite.

O prédioé que data de 1929, faz parte de um projeto hoteleiro do grupo Avelino Farinha e Agrela (AFA), que tinha já um projeto hoteleiro previsto para o prédio.

Um dos administradores da AFA, Bruno Freitas, referiu aos jornalistas que o projeto estava para “avançar no início de 2020”, vindo esta situação colocar em causa a sua concretização.

Outras Notícias