Costa expressa grande pesar pela morte de João Semedo e lembra combatente pela democracia

Lisboa /
17 Jul 2018 / 15:59 H.

O primeiro-ministro, António Costa, expressou hoje grande pesar pela morte do ex-coordenador do Bloco de Esquerda João Semedo, que lembrou como uma pessoa “exemplar em toda a sua vida”, combatente pela democracia e pelo SNS.

“Foi alguém que foi exemplar em toda a sua vida, como combatente pela liberdade, pela democracia, pelo SNS. Era uma pessoa por quem eu tinha não só estima como profunda admiração, designadamente pela forma muito corajosa como enfrentou ao longo de muitos anos uma batalha muito dura contra a doença. E é com muita pena que o vejo partir”, declarou António Costa.

O chefe do Governo falava aos jornalistas num hotel em Santa Maria, na ilha do Sal, Cabo Verde, onde hoje à tarde terá início a XII Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

“Queria, em primeiro lugar, dar um abraço de condolências à família, apresentar as minhas condolências também à direção do Bloco de Esquerda e queria, sobretudo, manifestar muito pesar”, afirmou.

António Costa referiu que teve “a oportunidade de privar com o João Semedo” e manifestou “uma grande admiração por ele, pela sua luta, pelo seu combate, como democrata, como antifascista, como defensor do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e também pela forma corajosa como se bateu ao longo destes longos anos contra a doença”.

O médico João Semedo, antigo militante comunista e ex-deputado do BE, morreu esta madrugada, aos 67 anos, vítima de cancro.

Outras Notícias