Reacção colectiva a eventual descoberta de vida extraterrestre seria positiva

EUA /
17 Fev 2018 / 01:00 H.

Um psicólogo da universidade do estado norte-americano do Arizona dedicou-se a estudar como reagiria a psique colectiva à descoberta de vida extraterrestre e descobriu que, à partida, a reacção seria positiva.

Para justificar o trabalho, o professor catedrático de Psicologia da universidade estadual do Arizona Michael Varnum indicou que “quase não existe investigação empírica sistemática” sobre o impacto que tal descoberta teria na sociedade.

“Se nos confrontássemos com a descoberta de vida fora da Terra, ficaríamos bastante animados com isso”, afirmou.

Estudando notícias de jornal sobre a eventualidade de se descobrirem sinais de vida extraterrestre, Varnum e a sua equipa analisaram a linguagem utilizada e passaram-na num “programa que quantifica emoções, sentimentos, impulsos e outros estados psicológicos em textos escritos”.

O resultado foi “mais emoções positivas do que negativas” na linguagem dos meios de comunicação.

Além disso, juntaram mais de 500 pessoas e perguntaram-lhes como reagiriam - hipoteticamente - se lhes fosse dito que havia vida fora da terra, fosse esta ou não inteligente.

“Eu sentiria alguma excitação”, disse um dos participantes, “mesmo se fosse uma forma primitiva”.

Varnum vai apresentar os resultados do seu trabalho no sábado, na reunião anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência em Austin, no Texas, numa apresentação com o título “O que acontece quando toda a gente souber?”.

Outras Notícias