Partido do Governo venezuelano preparado para revogar mandatos de opositores

17 Jul 2018 / 09:22 H.

O Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), o partido do Governo do Presidente Nicolás Maduro, anunciou na segunda-feira estar preparado para revogar os mandatos dos parlamentares da oposição, que acusa de incumprimento de funções e de recusa de diálogo.

“Segundo a Constituição, todos os cargos são revogáveis. É constitucional e politicamente correto. O que não é correto é que não possamos fazer uma revogação e queiramos dar um golpe de Estado”, disse o vice-presidente do PSUV, numa conferência de imprensa em Caracas.

Diosdado Cabello, que também é presidente da Assembleia Constituinte (composta unicamente por apoiantes do regime), e é tido como o número dois do ‘chavismo’ frisou ainda que já foram feitos os cálculos para convocar o referendo revogatório dos deputados da oposição.

Segundo o dirigente político, em várias oportunidades o Presidente Nicolás Maduro convidou, sem sucesso, a oposição ao palácio presidencial de Miraflores para dialogar.

“O problema da oposição não somos nós, o problema são eles mesmos”, salientou.

A legislação venezuelana prevê que, uma vez completada a metade do mandato, possa ser convocado um referendo revogatório para todos os cargos de eleição popular.

O Governo venezuelano tem insistido em não reconhecer as competências do parlamento (onde a oposição conquistou a maioria deputados em eleições), por este órgão não acatar duas sentenças do Supremo Tribunal de Justiça que impediam o juramento de dois deputados opositores, em 2016, por alegadas irregularidades no processo eleitoral.

Outras Notícias
  • 1
    $tempAlt.replaceAll('"','').trim()