Associação ZERO alerta para a fraca qualidade da água da praia do Gorgulho

16 Ago 2018 / 17:05 H.

A Associação ZERO realizou uma avaliação dos resultados relativos à qualidade das águas balneares durante esta época balnear e concluiu que “houve um aumento considerável de perturbações de qualidade da água nas praias portuguesas”. Aliás, no que concerne à Madeira, alerta para a qualidade da água da Praia do Gorgulho, no Funchal, que é considerada “má”.

A associação afirma que “apesar do aumento de zonas balneares em relação a 2017, existindo actualmente 608 praias, 480 costeiras ou de transição e 128 interiores, e dos problemas serem mesmo assim relativamente diminutos e esporádicos, houve um aumento considerável de perturbações de qualidade da água nas praias portuguesas”.

“O desaconselhamento ou proibição de banhos, mesmo que durante um curto período de tempo afectou 38 praias, na maioria por ultrapassagens de análises aos limites fixados tecnicamente a nível nacional”, afirma a associação.

“A maioria das praias onde ocorre o desaconselhamento e/ou interdição a banhos são zonas balneares interiores, mais susceptíveis a descargas ou falta de tratamento de águas residuais, ou praias costeiras com ribeiras ou rios próximos cuja qualidade é afectada por episódios causados por fontes de poluição ou na sequência de contaminação associada a poluição difusa aquando de precipitação intensa, faltando medidas adequadas de controlo”, refere a ZERO.

Zonas balneares onde os banhos foram desaconselhados ou proibidos temporariamente na presente época balnear até 15 de Agosto:

$!Associação ZERO alerta para a fraca qualidade da água da praia do Gorgulho
Outras Notícias