PJ faz buscas no MAI e Protecção Civil

As diligências estão relacionadas com o dossier das golas anti-fumo do programa Aldeia Segura

Lisboa /
18 Set 2019 / 10:15 H.

De acordo com uma notícia avançada , há poucos minutos, pela televisão pública portuguesa, a Polícia Judiciária desencadeou esta quarta-feira (18 de Setembro) buscas no Ministério da Administração Interna (MAI), na sede da Protecção Civil e na empresa Foxtrot.

As diligências estão relacionadas com o dossier das golas anti-fumo do programa Aldeia Segura, concretamente com suspeitas de crimes de participação económica em negócio e desvio de subsídio.

As buscas estão a ser conduzidas pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária.

Numa nota enviada à comunicação social, o MAI confirma as buscas, adiantando que “está a ser prestada toda a colaboração na realização das referidas diligências”.

O caso das golas anti-fumo levou em Julho o ministro da Administração Interna a abrir um inquérito sobre a contratação de “material de sensibilização para incêndios”.

Dois dias depois da decisão do ministro, o adjunto do secretário de estado da Protecção Civil demitiu-se após ter sido noticiado o seu envolvimento na escolha das empresas que produziram os ‘kits’ de emergência que continham as golas anti-fumo para o programa ‘Aldeia Segura’.

Outras Notícias