CTT homenageiam jogador madeirense ‘Pinga’ em emissão filatélica

Lisboa /
21 Ago 2019 / 15:22 H.

Os CTT lançam esta quinta-feira, 22 de Agosto, uma emissão filatélica que visa homenagear um dos primeiros grandes jogadores da história do Futebol Clube do Porto: Artur de Sousa, mais conhecido no mundo do futebol por ‘Pinga’. Um avançado goleador que jogou 16 anos no clube, tendo feito 23 jogos pela selecção nacional.

O selo que compõe a emissão apresenta imagens de dois jogos – o da sua despedida, em 1946, e um outro da época 1932/33, ambos com a camisola do Futebol Clube do Porto.

Nascido no Funchal em Julho de 1909, Artur de Sousa começou a sua carreira no Marítimo. As suas exibições levaram-no rapidamente para o Futebol Clube do Porto, em 1930, onde jogou até 1946. Durante os anos que esteve ao serviço dos “Dragões” foi considerado, à época, o melhor futebolista português de sempre.

Esquerdino espantoso, conhecido pelo drible curto e remate forte, ‘Pinga’ era dono de uma técnica apurada, que o levava a criar jogadas prodigiosas. Foi assim que se tornou na grande figura de um grupo de jogadores onde também se destacavam Valdemar Mota e Acácio Mesquita. Na época de 1931/32, foi um dos obreiros da conquista do então intitulado “Campeonato de Portugal”, proeza que repetiria em 1936/37. Uma operação ao menisco encurtou-lhe a carreira, tendo deixado de jogar a 7 de Julho de 1946, num jogo de homenagem realizado no Estádio do Lima, no Porto, entre a equipa portista e a selecção nacional.

O jogador iniciou a carreira de treinador no Tirsense, mas rapidamente voltou ao Futebol Clube do Porto, primeiro como adjunto de Cândido de Oliveira e depois como treinador principal. Ainda treinou as equipas mais jovens do clube. Faleceu com apenas 53 anos.

“Com esta emissão os CTT cumprem um dos objectivos das suas emissões de selos: a disseminação de temas e figuras relevantes para Portugal, gerando um objecto que permitirá recordar um dos jogadores portugueses mais importantes de sempre”, refere nota dos CTT.

A emissão é composta por um selo de envio nacional até 20 gramas, com uma tiragem de 100.000 exemplares. O selo tem um formato de 30,6 X 40 mm e o design esteve a cargo do Atelier Design&Etc / Túlio Coelho.

As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas CTT dos Restauradores em Lisboa, Munícipio no Porto, Zarco no Funchal e Antero de Quental em Ponta Delgada.

Outras Notícias