Caso Angola Leaks disputa primeiras com actualidade nacional

Desporto, violência, Justiça e rendas chegam às capas dos jornais. Nos semanários há novidades na dor crónica e histórias da cadeira para ler

23 Jan 2020 / 09:53 H.

A Sábado investiu na dor crónica e revela na edição desta semana os resultados “surpreendentes” dos novos tratamentos. Há esperança, garantem. A outra revista semanal traz os segredos das vidas nas prisões. O artigo de capa da Visão conta as histórias dos prisioneiros famosos e aborda os líderes, as amizades improváveis, as alianças de conveniência e os ajustes de contas. A dieta keto, o caso Luanda Leaks e os novos vírus são outros temas tratados.

A imprensa diária continua a seguir de perto e com grande interesse o desenvolvimento do caso da alegada corrupção da filha do ex-presidente angolano. O JN faz manchete na edição de hoje. “Justiça angolana aperta cerco para deter Isabel dos Santos”. Além da empresária, três portugueses são arguidos por transferências ilegais. O programa regressar recebe quatro pedidos por dia de emigrantes que querem voltar. O programa atribui um máximo de 6.536 euros por candidato e um benefício fiscal de 50% no IRS por cinco anos. O coronavírus, oposição dos ambientalistas à construção do aeroporto no Montijo e o aumento também nas pensões altas são outros temas com chamada à primeira.

O Correio da Manhã dá igualmente manchete ao caso da empresária angolana. Hoje a notícia “Tentam matar banqueiro de ‘princesa’”. Nuno Ribeiro da Cunha está internado no hospital com golpes nos pulsos e no abdómen. Gestor alega que tentou suicídio. O apuramento do FC Porto para a final da Taça da Liga ocupa uma grande mancha. “Reviravolta do Dragão”, escreve o jornal sobre a imagem principal de hoje.

No i, a nova de que os socialistas querem Ana Gomes candidata a Presidente da República. “China tenta conter surto na cidade onde tudo começou” é a notícia secundária. Vem acompanhada de chamadas para o salário mínimo, o caso Luanda Leaks, Montijo e para a morte do actor e realizador Terry Jones.

No Diário de Notícias, a foto principal mostra o príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, que terá pirateado o telemóvel do dono da Amazon, Jeff Bezos. A manchete da edição é para o Orçamento de Estado para este ano. “PCP quer travar ‘ameaça de despejos’ no final deste ano”. Em Novembro acaba a cláusula de salvaguarda que impede aumentos para os inquilinos de baixos rendimentos com contratos anteriores a 1990. O Coronavírus, Isabel dos Santos e aeroporto no Montijo são outros temas chamados à página mais nobre, que dá também destaque ao caso do alegado excesso de violência contra uma mulher negra por parte de agentes da PSP.

O Público volta-se para a Justiça: “Tribunais reabertos têm menos de um julgamento cível por mês”. “Houve locais onde não se fez uma única audiência”. A imagem maior é para o novo vírus que esta a deixar o Mundo apreensivo, embora ainda não tenha sido decretado emergência global. Aqui também o caso de Isabel dos Santos, constituída arguida sai do banco EuroBic.

“Rendas de longa duração não convencem proprietários”, noticia o Negócios. Apenas 13,5% têm prazo superior a dois anos. Rendas antigas já só pesam 6% do total. A saída de Isabel dos Santos do EuroBic e o aviso da Agência Portuguesa do Ambiente de que Montijo exige mais acessos são outras maiores na edição desta quinta-feira.

A vitória do FC Porto por 1-2- frente ao Vitória de Guimarães na Taça da Liga faz capa nos desportivos. “Hora de redenção” escolheu A Bola. Chamada também para “o Melhor Europeu de sempre”. Falam do andebol, da vitória de Portugal sobre a Hungria que permite lutar pelo 5.º lugar. O Record passa o Porto para o lado com o título “Dragão teve de suar”. O destaque da edição é para o Benfica. “Águia quer Kochi Já”, a negociação pelo central alemão foi acelerada.

“Agora o borrego de ouro” optou O Jogo, para abordar a vitória do Porto. O feito nacional no Euro2020 de Andebol também está nesta edição com o título “Os maiores de sempre”.