UE inclui mais 11 pessoas e cinco entidades na lista de sanções à Síria

21 Jan 2019 / 12:59 H.

A União Europeia (UE) alargou hoje a 11 pessoas e cinco entidades de destaque as sanções impostas no âmbito do regime sírio e seus apoiantes, segundo um comunicado.

Os visados na decisão de hoje são, segundo o Conselho da UE, empresários e empresas envolvidos no desenvolvimento de empreendimentos imobiliári0s de luxo e outros projetos ligados ao Governo de Damasco, seja como apoiantes ou beneficiários.

Com esta atualização, a lista de sanções contra o regime da Síria passa a abranger 270 pessoas e 72 entidades visadas pela proibição de viajar e pelo congelamento de bens.

As sanções em vigor incluem embargo ao petróleo, restrições a determinados investimentos, o congelamento dos ativos do Banco Central sírio detidos na UE, restrições à exportação de equipamento e tecnologia que possam ser usados para fins de repressão interna e de equipamento e tecnologia destinados à monitorização ou interceção de comunicações telefónicas ou pela Internet.

Impostas pela primeira vez em 2011, estas sanções têm sido prorrogadas anualmente, estando a próxima revisão do regime agendadas para dia 01 de junho.

Outras Notícias