Grupo armado mata sete pessoas no distrito moçambicano de Palma

14 Jan 2019 / 10:02 H.

Sete pessoas foram mortas a tiro no domingo por um grupo armado no Posto Administrativo de Ulumbi, na província moçambicana de Cabo Delgado, disseram hoje à Lusa fontes locais.

As fontes contaram que as vítimas seguiam numa camioneta, que foi impedida de continuar a marcha e depois incendiada por desconhecidos.

As vítimas foram atingidas a tiro, durante a confusão que se seguiu à paragem forçada da viatura.

O ataque de domingo é o terceiro ao Posto Administrativo de Ulumbi desde que grupos armados têm realizado atos de violência em vários distritos da província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, desde outubro de 2017.

Na sequência da onda de ataques em Cabo Delgado, populares barricaram hoje várias estradas e estão a realizar manifestações na sede do distrito de Palma, disseram fontes locais.

Os ataques têm acontecido fora da zona de implantação de fábricas e outras infraestruturas das empresas petrolíferas que vão explorar gás natural, na península de Afungi, distrito de Palma, e cujas obras avançam com normalidade.

Em finais do mês passado, o Ministério Público (MP) de Moçambique juntou mais cinco nomes à lista de cerca de 200 pessoas que estão em julgamento acusadas de estarem envolvidas nos ataques armados em Cabo Delgado.

Outras Notícias