Bolsas europeias mistas pendentes de desenvolvimentos no Reino Unido

16 Jan 2019 / 10:10 H.

As principais bolsas europeias negociavam hoje mistas, pendentes da situação política do Reino Unido, onde o Parlamento recusou maioritariamente o acordo do ‘Brexit’ alcançado entre a primeira-ministra britânica, Theresa May, e Bruxelas.

Cerca das 09:15 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava a avançar 0,29% para 349,71 pontos.

A bolsa de Paris avançava 0,39%, bem como as de Madrid e Milão, que subiam 0,25% e 0,60%.

Em sentido contrário, Londres e Frankfurt recuavam 0,11% e 0,07%, respectivamente.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa invertia a tendência e, cerca das 09:15, o principal índice, o PSI20, descia 0,06% para 4.999,53 pontos.

Depois do fracasso da votação, a primeira-ministra britânica, a conservadora Theresa May, terá que enfrentar hoje uma moção de censura apresentada pela oposição trabalhista.

Analistas citados pela Efe explicam que se May perder a referida moção abre-se a possibilidade de o Reino Unido realizar eleições antecipadas, bem como a da realização de um segundo referendo sobre o ‘Brexit’, estando assim todas as hipóteses em cima da mesa. A incerteza é “máxima”, adiantam os analistas.

Entretanto, hoje soube-se que a próxima ronda de negociações para pôr fim à guerra comercial entre a China e os Estados Unidos se vai realizar em Washington em 30 e 31 de janeiro, segundo meios de comunicação chineses.

Em Nova Iorque, Wall Street terminou na terça-feira em alta, com o Dow Jones a subir 0,65% para 24.065,59 pontos, depois de ter atingido em 03 de outubro 26.828,39 pontos, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a avançar 1,71% para 7.023,83 pontos, após ter avançado até aos 8.109,69 pontos em 29 de agosto, actual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1399 dólares, contra 1,1431 dólares na terça-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em março abriu hoje em alta, a cotar-se a 60,66 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,18% do que na sessão anterior e depois de ter estado acima dos 85 dólares no início de outubro.