Várias actividades assinalam segunda-feira o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

30 Nov 2018 / 16:12 H.

A Secretaria Regional de Educação, através da Direcção Regional de Educação, assinala na próxima segunda-feira, dia 2 de Dezembro, o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, instituído em 1998 pelas Organização das Nações Unidas (ONU).

Ao longo do dia, várias iniciativas pretendem promover o debate e a consciencialização para a temática da inclusão das pessoas com deficiência, incapacidades ou outras necessidades especiais.

O programa começa às 9h30, no Salão Nobre do Governo Regional da Madeira, com a assinatura de protocolos de colaboração com associações e entidades privadas, para reforçar a rede de cooperação interinstitucional e, desta forma, proporcionar às pessoas com deficiência e suas famílias respostas que lhes possibilitem a aquisição de um nível de educação e formação facilitadores da sua plena inclusão escolar e socioprofissional.

Na cerimónia que contará com a presença do Secretário Regional de Educação, Jorge Carvalho, serão estabelecidos protocolos com a Associação de Desenvolvimento Comunitário do Funchal - Garouta do Calhau; a Associação de Paralisia Cerebral da Madeira (APCM); Associação dos Amigos da Arte Inclusiva - Dançando com a Diferença (AAAIDD); Associação Portuguesa das Pessoas com Necessidades Especiais - Associação sem Limites (APPNE - ASL); Associação Portuguesa de Deficientes da Madeira (APD Madeira); Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo da Madeira (APPDA); Associação Teatro Experimental do Funchal (ATEF); Centro de Reabilitação Psicopedagógica da Sagrada Família (CRPSF); Clube Desportivo “Os Especiais”; ITI - Sociedade de Investimentos Turísticos na Ilha da Madeira S.A.; M&J Pestana Sociedade de Turismo da Madeira, S.A.; Modelo Continente Hipermercados, S.A. e o Super São Roque.

Do programa constam ainda duas conferências, no mesmo local. Uma às 10h1, sobre a Educação Inclusiva: Um compromisso ético com a aprendizagem, proferida por Ana Rosa Trindade, cofundadora e vice-presidente da Pró-Inclusão. A segunda está marcada para as 11h30 denominada (Re)ajustamentos organizacionais, pedagógicos e curriculares da Educação Inclusiva: A centralidade do Desenho Universal para a aprendizagem, ministrada por Maria Manuela Prata, docente de Educação Especial, professora convidada da ESESC/IP Leiria e membro da Pró-Inclusão.

Este espaço de reflexão, pela sua pertinência e oportunidade, possibilitará certamente a partilha de pontos de vista sobre Educação Inclusiva enquanto paradigma educacional fundamentado nos princípios dos direitos humanos, que conjuga igualdade e diferença como valores indissociáveis e que promove a equidade. Este evento conta com a presença do Secretário Regional de Educação e do director regional de educação, entre outras entidades.

À tarde, a partir das 15 horas, o Centro Comercial La Vie acolhe diversas actividades lúdico-pedagógicas, nomeadamente a leitura do conto infantil Sara e as Madalenas Mágicas pela contadora de histórias Leda Pestana, seguida da actividade Todos Podem Ler, da Equipa da Divisão de Acessibilidade e Ajudas Técnicas, que, com base neste mesmo conto, partirá à descoberta dos símbolos pictográficos para a comunicação, da grafia Braille, da Língua Gestual Portuguesa e dos audiolivros. A Equipa Actividade Motora Adaptada dinamizará uma actividade de desporto adaptado, o Boccia.

Haverá ainda espaço para dois momentos artísticos: a interpretação das canções Sonho sem barreiras e Despertar o sonho! pelos alunos do Centro Infantil Maria Eugénia de Canavial e um excerto do espetáculo de dança inclusiva ENDLESS, do Grupo Dançando com a Diferença, que tem como foco central o Holocausto vivido durante a II Guerra Mundial, lançando um olhar para o passado, para que no futuro a humanidade não volte a manifestar tanta intolerância.

As comemorações terminam no Cine Teatro de Santo António, onde a Associação Teatro Experimental do Funchal dinamizará duas oficinas de teatro denominadas ‘O poder da voz’, às 11 e às 15 horas, respectivamente, com o intuito de demonstrar e experimentar o poder da voz falada, o uso da LGP e o Teatro Bilingue e que terá como destinatários crianças e jovens dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e utentes dos Centros de Actividades Ocupacionais.