RTP-M com melhorias técnicas graduais

13 Mar 2019 / 17:08 H.

Só em 2021 a RTP-M estará equipa com meios digitais que permitam emissão de alta qualidade, como foi prometido pelo presidente da empresa numa audição no parlamento regional e, esta tarde, recordado pelo director do centro regional, Martim Santos.

O director da RTP-M foi ouvido no parlamento a pedido do PCP e do PSD, sobre a situação dos trabalhadores precários da empresa e sobre os meios técnicos disponíveis.

Martim Santos reconhece que a redução do financiamento da RTP levou a que fossem feitos ajustamentos que condicionaram muito os investimentos da empresa. No que diz respeito aos trabalhadores, deixou de haver progressões automáticas por antiguidade, passando a ser feitas, apenas, quando há alterações de funções. O director rejeita acusações de eventuais perseguições a trabalhadores que prestam serviços à RTP-M por terem requerido a passagem ao quadro da empresa.

A qualidade da imagem da RTP-M, reconhece, é fraca e só poderá melhorar quando forem disponibilizados novos equipamentos digitais, uma vez que muitos dos que são utilizados têm mais de 30 anos e vieram da Expo98.