Projecto ‘Gojelly’ pretende diferenciar-se na limpeza dos oceanos

08 Jan 2018 / 11:42 H.

Foi hoje lançado o projecto ‘Gojelly’ que pretende limpar os oceanos usando as Medusas como biomassa e como matéria-prima para produzir outros produtos. A iniciativa envolve 15 parceiros de vários países: Israel, China, Eslovénia, Noruega, França, Itália, Alemanha e Portugal e terá a duração de pelo menos quatro anos. Mas a ideia é que o projecto possa ter continuidade través de parcerias com diversas instituições, com a Universidade da Madeira a ser uma boa forte possibilidade.

Outra das vantagens do ‘Gojelly’ tem a ver com a possibilidade de gerar emprego e potencial a economia local.

O projecto foi apresentado esta manhã no Resort Quinta do Lorde, no caniçal e contou com diversas entidades, como Jemileleh javipoer, coordenadora do projecto, Ana rotte, responsável de comunicação e Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional da Madeira que sublinhou a aposta na economia azul para que a Madeira continue na vanguarda do país no que toca à aquacultura, sendo necessário diversificar.

Outras Notícias