Pedro Ramos lamenta a elevada “percentagem de idiotas” nas redes sociais

20 Mai 2019 / 21:30 H.

O secretário regional da Saúde esteve, hoje, na conferência inaugural da Exposição da Saúde, que está patente na Reitoria da Universidade da Madeira. Uma exposição que mostra os principais momentos da Saúde, na Região, em várias décadas.

Pedro Ramos começou por destacar a “excelente” colaboração com a Universidade da Madeira que vai permitir ter, já este ano, o 3º ano do Curso de Medicina na Região.

“A partir deste ano deveremos ter o terceiro ano do mestrado integrado em Medicina na Madeira

‘Recordar o passado, viver o presente, propor o futuro’ é o título de uma exposição que faz parte das comemorações dos 600 Anos do Descobrimento da Madeira.

“A exposição está em condições de apresentar todos os que queiram ver o que tem sido a saúde e a sua evolução nos últimos anos”, afirmou o secretário regional.

“O nosso caminho é o da cidadania que é sinónimo de autonomia. É proteger as pessoas, fazer o bem e tratar as pessoas”, resumiu Pedro Ramos que referiu alguns dos objectivos, nomeadamente o reforço dos cuidados de saúde primários.

“Temos de lutar contra muitos”, reconheceu o governante. “A percentagem de idiotas na nossa sociedade é um sinal mais do que evidente nas redes sociais e temos de combater esse tipo de situação que não pode impedir o desenvolvimento da nossa região”, afirmou.

Uma das garantias que Pedro Ramos deixa é que o sistema regional de saúde terá sempre componente pública e privada e que a convenção é para continuar.

“O madeirense terá sempre a possibilidade de escolher o seu médico graças à convenção”.

Tópicos

Outras Notícias