Paula Cabaço anuncia mais dois cursos em Outubro

11 Set 2019 / 12:09 H.

“Ao apoiarmos as nossas Associações e Agentes Culturais em áreas técnicas mais especializadas, relacionadas, por exemplo, com a gestão ou com a elaboração de candidaturas, estamos a promover as boas-práticas no sector, mas estamos, também, a valorizar esta área e a criar condições para reforçar e incentivar a qualidade dos projectos que surgem nesta área”.

A afirmação é da Secretária Regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, que, esta manhã, no Centro de Estudos de História do Atlântico – Alberto Vieira marcou presença na entrega de certificados aos formandos que fizeram parte das 3 primeiras acções do Ciclo Formativo que decorre, este ano, no âmbito do Plano Anual de Formação da Direcção Regional da Cultura. Um Ciclo que termina no próximo mês de outubro, com mais dois cursos, relacionados com o financiamento das organizações e projectos e com a gestão de projectos culturais, cumprindo-se, neste último caso, a segunda edição, dado o sucesso e a procura registada na primeira acção, realizada em março.

Destinadas aos Agentes e Associações Culturais, mas, também, aos profissionais que interagem nesta área, estas acções têm por objectivo corresponder às necessidades que foram sendo identificadas e reportadas, nos diferentes contactos estabelecidos com a tutela.

Traduzem, igualmente, a aposta decisiva que tem vindo a ser desenvolvida, pelo Governo Regional, no que à maior valorização dos recursos humanos respeita, abrindo-se espaço para que “esta valorização possa fazer-se sentir individualmente e ao nível de cada uma das instituições envolvidas mas, também, ao nível da nossa própria oferta e, naturalmente, do destino Madeira, entendido na sua dimensão cultural”, conforme destacou.

Refira-se que, até agora, foram concretizadas três acções de formação – nas áreas da gestão de projectos culturais, preparação e elaboração de candidaturas e gestão das organizações – que, segundo a governante, assumem a maior relevância nas boas-práticas que, a vários níveis, desejamos reforçar, no que ao sector cultural respeita.

No total, estiveram representadas, nestas 3 acções, 75 formandos e mais de 60 entidades culturais, com lotação esgotada em todas elas. Uma procura que foi também sublinhada por Paula Cabaço, ao afirmar que tão importante quanto termos apostado na realização deste Ciclo Formativo, foi o facto de termos registado, com agrado e enorme satisfação, “uma procura que superou todas e quaisquer expectativas”.

Outras Notícias