Madeira e Évora são as únicas com menos empresas constituídas até Novembro

Desde Janeiro foram criadas 1.005, segundo as contas da Informa D&B, baseadas em dados do Ministério da Justiça

09 Dez 2019 / 14:00 H.

Entre Janeiro e Novembro de 2019 foram criadas na Madeira um total de 1.005 empresas, o que resulta numa diminuição de 2,3% face a igual período do ano passado (1.029). A Região Autónoma, a par de Évora (-4,7%), são as únicas que, até ao 11.º mês do ano em curso não apresentam uma variação positiva na constituição de empresas.

Com o título “2019 vai ser ano recorde na constituição de novas empresas”, a Informa D&B frisa que até Novembro tinham nascido 45.471 empresas em Portugal. A um mês do final do ano, já nasceram mais 8,3% do que no mesmo período do ano passado (41.978). Ou seja, mais 3.493 novas empresas.

“Até 30 de Novembro deste ano nasceram 45.471 empresas, o que configura um mais que provável recorde de novas empresas em 2019”, explica. E porquê?. O ano passado terminou com 45.902 novas empresas, o que significa que faltam 431 novas empresas para bater esse recorde. A esta altura do mês de Dezembro, quase percorrido um terço do período, já terá mesmo sido batido.

Com uma média superior a 136 empresas criadas a cada dia deste ano, até Novembro, temos uma média nacional de novos projectos empresariais que ascende a quase 4.134 por mês, o que representa uma larga margem para a curta distância (431) do recorde referido. A manter-se a média actual por mês, significa que em Dezembro teriam de ser criadas uma média de 133 empresas por dia. Com quase nove dias percorridos, já teriam sido criadas até hoje 1.200 empresas.

No caso da Madeira é diferente: 2018 foi um ano de crescimento (1.088 novas empresas ou mais 6,9%), como tinham sido 2017 (1.018 novas empresas) face a 2016 (915), mas que não ocorrera nesse ano face a 2015 (976), mas tivera lugar face a 2014 (866) ou ainda perante 2013 (850), na ressaca de uma crise que assolou, também, a Região Autónoma. Na Madeira, 2019 tem registado uma média de 3 novas empresas por dia, mas o ano passado terminou com média diária inferior à actual (2,98). Por mês, até agora foram criadas em média mais de 91,3 empresas na Madeira, o que também dá uma percentagem superior à do ano passado (90,6). O que poderá significar que a dinâmica empresarial imprimida em Dezembro será crucial para sabermos se a Madeira também bate o recorde de empresas criadas na última década e meia.

Refira-se ainda que estes números, normalmente, não batem certo com os dados oficiais, divulgados pela Direcção Regional de Estatística da Madeira. Para a Informa D&B, até Novembro o tecido empresarial madeirense tem 11.471 empresas (2,2% do total do país). Para a DREM, até ao final do 3.º trimestre (Setembro), tinham sido criadas 833 “pessoas colectivas e entidades equiparadas” e no ano passado tinham sido 1.057, o máximo anual desde 2004 (1.515).