Lisboa rejeita pedidos de integração de trabalhadores da RTP-M

23 Jan 2019 / 13:01 H.

Todos os pedidos de integração feitos pelos trabalhadores precários da RTP-Madeira foram rejeitados pela administração central.

Uma preocupação que foi manifestada pelos delegados sindicais afectos à RTP, recebidos ontem em audiência pelo Grupo Parlamentar do PSD, a pedido dos mesmos.

Segundo o deputado Adolfo Brazão, requereram a sua integração cerca de 400 trabalhadores ao nível nacional, mas apenas 130 receberam parecer positivo. “Curiosamente e estranhamente, esses 130 foram todos dados no Continente Português e nos Açores. Na Madeira, existiam 16 pedidos de regularização e de integração, os pareceres positivos foram zero.”

Uma das situações é até “flagrante”, afirmou, já que se trata do trabalhador que tem maior longevidade na RTP, estando de forma precária há 18 anos, o que disse ser “absolutamente inconcebível”.

“Os trabalhadores sentem-se discriminados na Região, em razão da territorialidade. Sentem que há uma má vontade e que, de facto, esta não emissão de parte da administração central da RTP, em relação à RTP-M, só se passa porque é M, porque é Madeira. É mais uma forma de pressionar esta região autónoma.”

Questões que preocupam os trabalhadores que procuram apoio para ajudar a ultrapassar esta situação que consideram ser injusta.