JSD-Madeira assume liderança e intervenção activa junto dos mais jovens

07 Dez 2019 / 19:24 H.

A JSD/Madeira deve continuar na linha da frente da discussão política, deve liderar as medidas que venham a beneficiar a população mais jovem da Madeira e do Porto Santo e deve, também, reforçar a sua intervenção na sociedade e ao lado da juventude, para que o PSD/M vença, novamente, as Eleições em 2021.

Foi com esta convicção que dezenas de jovens social-democratas estiveram hoje reunidos no V Conselho Regional da JSD/M, realizado, desta vez, em Santa Cruz.

Um Encontro que serviu para sublinhar o contributo fundamental que os mais jovens deram ao Partido, ao longo deste ano e nas três vitórias eleitorais alcançadas, contributo esse que deve, agora, ser reforçado, até para garantir as vitórias que se desejam dentro de ano e meio, nas Autárquicas.

Autárquicas que estiveram na base dos diferentes discursos realizados e que, na sessão de abertura - onde marcaram presença o Presidente da Comissão Política concelhia da JSD Santa Cruz, Emanuel Freitas, o Presidente da concelhia do PSD Santa Cruz, Joaquim Marujo e o deputado eleito à Assembleia Legislativa, Brício Araújo - foram também focadas, com críticas à actuação autárquica do Partido Juntos pelo Povo, que “carece de ser desmascarado nos seus truques e na demagogia que promove, ao governar, sem qualquer rumo, este concelho”.

Num balanço positivo ao trabalho desenvolvido este ano, o Presidente da Comissão Política da JSD/M, Bruno Melim, aproveitou o momento para “apelar à integração de novos quadros, à participação e à militância activa”, destacando o facto da JSD/M ser, precisamente, “uma escola, um espaço de formação política que vive para formar novos quadros e manter o legado da Social-democracia de geração em geração, desafio esse que, neste momento, é transversalmente assumido, pelo Partido, como prioritário”.

Prioridade que os jovens social-democratas esperam ultrapassar com sucesso e desde já, unidos e ainda mais interventivos junto da população e da comunidade educativa, nos onze concelhos da Região.

Conclusões aprovadas por unanimidade

Das conclusões deste Conselho Regional, aprovadas por unanimidade, constaram, ainda, o ponto relativo às Eleições Concelhias de 2019 - que decorrem na próxima semana e sobre o qual foram prestados os devidos esclarecimentos - e, também, a análise da situação política, onde as intervenções estiveram centradas na apresentação das candidaturas à liderança das diversas concelhias da JSD/M, assim como na importância de manter esta estrutura unida e mobilizada a favor da defesa dos interesses da juventude da Região.

Temas como o Turismo, o Aquecimento Global, a Formação e Conhecimento e o contributo da juventude para o progresso da sociedade, fizeram parte de um debate onde não foram esquecidas as vitórias do PSD/M e do povo madeirense, em contraponto “às derrotas de António Costa e dos seus vassalos”.

Foi ainda dada relevância à eleição de Bruno Melim, enquanto deputado à Assembleia Legislativa da Madeira, uma eleição considerada como “a garantia de que a luta e as diferentes batalhas da JSD/M em prol da defesa dos interesses da juventude madeirense, estarão asseguradas, também, a este nível.

Jovens chamados a definir prioridades

Será de sublinhar que este Conselho Regional incluiu alguns trabalhos temáticos, na sua primeira parte, sob o tema “Madeira 20’30 – quais os desafios para a próxima década?”, através dos quais os jovens conselheiros foram chamados à realização de um questionário onde cada um teve de priorizar quais temas, de um conjunto de dez, devem ser priorizados: Sustentabilidade Ambiental, Habitação, Emprego, Educação, Saúde, Turismo, Demografia, Tecnologia, Direitos Humanos e Qualidade de Vida.

Acresce referir, por último, que o Jantar de Natal da JSD/M terá lugar a 14 de dezembro, na freguesia dos Canhas.