JS Madeira lança campanha ‘Educação gratuita’ com vista a um melhor ensino regional

21 Mar 2019 / 18:00 H.

Com vista às celebrações do Dia Nacional do Estudante (24 de Março), e do Dia Nacional da Juventude, celebrado a 28 de Março, a JS Madeira lançou a campanha ‘Educação Gratuita’, que decorre até ao final do corrente mês.

A ideia é, segundo Olavo Câmara, “percorrer vários estabelecimentos de ensino e instituições que trabalham com jovens, reunir com algumas associações de estudantes e representantes de alunos, pais e escolas, bem como originar vários momentos políticos, debates e apresentar propostas, no sentido de alertar para a realidade e os desafios sobre a educação e a juventude na região”.

Depois de ontem se ter reunido com o representante dos alunos do Liceu Jaime Moniz, Carlos Sousa, e com a Associação de Estudantes da Escola Básica e Secundária de Santa Cruz, o presidente da JS Madeira diz que a maior preocupação dos alunos centra-se na falta de inovação das escolas da região.

“Ficou claro que precisamos de adaptar o nosso ensino aos novos tempos. Não podemos ter escolas do séc. XIX, com professores do séc. XX e com alunos do séc. XXI”, apontou o jovem socialista pedindo um ensino “moderno, adaptado às novas realidades e novas tecnologias”.

Olavo Câmara salientou ainda que não podemos discutir a falta de materiais como computadores, projectores e Internet, quando isso já deveria ser um dado adquirido. “Para implementar uma educação de futuro, com escolas bem equipadas e com tecnologia ao dispor de todos alunos e professores, é preciso que estas necessidades básicas sejam uma realidade com urgência”, frisou.

Para amanhã, dia 22 de Março, está previsto um jantar-debate sobre ‘Educação Gratuita’, que juntará vários jovens estudantes da região, além de Paulo Cafôfo, Emanuel Câmara, Rui Caetano e Olavo Câmara.

Outras Notícias