JPP critica inexistência de planos de ordenamento da orla costeira

11 Jan 2019 / 14:41 H.

O Juntos pelo Povo (JPP) esteve na escola Ângelo Augusto da Silva, a convite dos professores, para abordar, perante os estudantes, o contexto político das alterações climáticas na Região.

“Verificámos que muitos alunos têm um conhecimento apurado sobre quais têm sido as opções governativas e quais as medidas de adaptação às alterações climáticas. Demos destaque a algumas medidas que são positivas, nomeadamente a criação de observatórios, mas também não podemos deixar de salientar algumas lacunas, como é o caso da inexistência de planos de ordenamento da orla costeira (POC)”, afirmou o orador da conferência, Rafael Nunes.

Neste contexto, o deputado salientou que “quando se sabe que as alterações climáticas estão a aumentar e que estão a provocar o aumento, por exemplo, do nível das águas do mar e estão a provocar fenómenos de intensidade extrema, programas como os POC já deveriam ter sido implementados há muitos anos - estão em atraso há mais de 40 anos e é inadmissível que continue a existir esta negligência por parte do Governo Regional”.

Para o JPP há ainda uma série de situações que “merecem uma maior atenção por parte do governo: processos de reflorestação, processos de adaptação, de prevenção para as perdas de água, nas redes hídricas, sobre a tutela da ARM”.

Rafael Nunes salientou a importância desta acção na escola Ângelo Augusto da Silva, como sendo “uma oportunidade única para promover uma troca de conhecimentos com este alunos, permitindo também promover alguma cidadania activa e participativa, incutindo algum gosto político, particularmente na área ambiental”.

Outras Notícias