José Manuel Rodrigues nega chantagem e diz que nunca passaria a deputado independente

08 Out 2019 / 12:37 H.

Ao DIÁRIO, José Manuel Rodrigues, presidente do CDS-Madeira, diz que nunca impôs nada em sede de negociações com o PSD-Madeira, garantindo que nunca exigiu ser presidente da Assembleia Legislativa da Madeira (ALM) e afirma que jamais passaria a deputado independente.

Declarações feitas depois da assinatura do acordo político de governação entre PSD e CDS, esta tarde, no Museu de Imprensa em Câmara de Lobos.

Rodrigues diz que as únicas coisas que sempre reivindicou é que o CDS deveria ter duas secretarias regionais e a presidência da ALM, mas não chamou a si esse cargo.

O centrista torna a negar ter feito qualquer tipo de chantagem, mas foi buscar uma expressão antiga da avó: “Mil escudos sem um escudo já não são mil escudos”, como que a dizer que se o CDS está em posição de poder definir o futuro, então deve usar essa vantagem.

Outras Notícias