Familiares assinalam 75 anos da viagem que levou 1.206 madeirenses para o Curaçau

A Praça do Mar acolhe o encontro marcado para amanhã às 11 horas

15 Mar 2019 / 12:45 H.

Os descendentes dos emigrantes que partiram para o Curaçau, em 1944, durante a II Guerra Mundial, pretendem assinalar os 75 anos desta viagem, amanhã, 16 de Março, na Praça do Mar, em frente às Vespas, no Funchal.

A ideia é marcar a data, partilhar histórias e elementos desta viagem para o Curaçau que foi provavelmente a maior saída de madeirenses na história da Região. O momento servirá ainda para recolher dados que possibilitem registar futuramente este marco relevante, mas desconhecido da história da emigração da Madeira.

O encontro está marcado para as 11 horas, e será aberto a toda a gente e a familiares dos 1.206 emigrantes.