Vitória de Messi sobre Ronaldo destacada na imprensa espanhola

Mundo /
03 Dez 2019 / 12:23 H.

No rescaldo da cerimónia da Bola de Ouro, que sagrou Leonel Messi como vencedor pela sexta vez, ultrapassando assim Cristiano Ronaldo, é visível que o duelo eterno entre os dois craques ultrapassou, há muito, as quatro linhas e deu lugar a outras disputas, com vários intervenientes.

Nota para o realce dado na imprensa, com destaque para os jornais espanhóis. Sublinhe-se as primeiras páginas do ‘As’, ‘Mundo Deportivo’ e ‘Sport’, que sublinham o triunfo do craque do Barcelona. Já ‘A Marca’ passou ao lado do acontecimento, optando por destacar na primeira página o clássico entre Barcelona e Real Madrid, agendado para 18 de Dezembro.

Em Itália, ’La Gazzetta dello Sport’ é o jornal que mais se dedica ao tema, referindo no título que a sexta vitória de Messi traz ‘ira’ para a Juve.

Com Ronaldo em terceiro lugar e ausente da cerimónia organizada pela France Football – o madeirense optou por receber o prémio de melhor jogador da Liga italiana – a imprensa portuguese pouco destaque dá ao evento, com pequenas chamas de capa, aludindo à vitória do jogador argentino.

Mas na disputa entre os ‘astros’ do futebol, outras vozes se levantam, com vários intervenientes opinando sobre a justiça (ou falta dela) na entrega do galardão. Refira-se o exemplo do director desportivo da Juventus, Fabio Paratici, que é de opinião de que Cristiano Ronaldo deveria ter vencido o troféu ou até do colega de equipa Giorgio Chielini que se refere ainda à cerimónia de 2018: “Roubaram a Bola de Ouro a Ronaldo na época passada, isto quando o Real Madrid decidiu que ele não poderia vencer e foi realmente estranho. Esta temporada foi mais equilibrada. Agora, com todo o respeito, Modric nem na sua melhor temporada merecia. Foi um sinal do Real Madrid, que queria impedir Ronaldo de vencer o prémio”, afirmou Chiellini.