Saiba quais são os três disfarces de Carnaval que merecem alerta da ARAE

Risco de estrangulamento e asfixia motivam alerta por parte da autoridade regional

17 Fev 2020 / 11:08 H.

Numa altura em que caminhamos a passos largos para o Carnaval, eis que a Autoridade Regional das Actividades Económicas (ARAE) emite vários alertas relativos a disfarces de Carnaval destinados às crianças, que representam perigo de estrangulamento e de asfixia. Todos os disfarces apresentam cordões na zona do pescoço.

De acordo com a ARAE, tratam-se de disfarces da personagem Robin, de palhaço e de ninja que, devido às suas características, representam perigo e, por isso, não devem ser utilizados.

No caso do fato de Robin, este é da marca Cosplay e é comercializado através da plataforma on-line eBay. “Disfarce para criança, calças verdes, amarela e pretas, um top amarelo e verde, e uma capa preta com cordões na zona do pescoço”, descreve a ARAE.

O outro fato é de palhaço, da marca TAOS, vendido pela plataforma on-line WISH. Trata-se de um disfarce de palhaço vermelho e amarelo para criança, composto por fato e chapéu.

Por fim, tal como o DIÁRIO já havia avançado, o outro caso que representa perigo é um disfarce de ninja preto e vermelho, que consiste num fato com cordões no pescoço, um cinto, um capuz e uma fita para a cabeça.

Na sequência destas informações, a ARAE alerta os potenciais consumidores na Região Autónoma da Madeira para a não utilização destes produtos.