No Dia Mundial da Água há propostas que só a Madeira pode oferecer

22 Mar 2019 / 16:00 H.

Em pleno Dia Mundial da Água, ocasião celebrada desde 22 de Março de 1993, a Madeira possui um leque de atracções condizentes com a efeméride, por mais que não seja pelas características únicas das nossas levadas, os tão famosos canais de irrigação que nos guiam pelas paisagens mais espectaculares da Região. O DIÁRIO apresenta assim algumas dessas sugestões na rubrica ‘Hora da Boa Vida’.

No Dia Mundial da Água há propostas que só a Madeira pode oferecer

Levadas das 25 Fontes - Calheta

A levada das 25 Fontes, na Calheta, é uma das mais populares. O seu nome faz jus ao número de quedas de água ou nascentes existentes que encontramos pelo caminho, até ao final.

No Dia Mundial da Água há propostas que só a Madeira pode oferecer

Levada do Alecrim

É um trajecto curto, com cerca de três quilómetros, e acessível a qualquer pessoa. A Lagoa Dona Beja ou a Lagoa do Vento são pontos de destaque. A levada começa e termina no Rabaçal.

No Dia Mundial da Água há propostas que só a Madeira pode oferecer

Levada do Moinho - Levada Nova

Inicia-se na Lombada da Ponta do Sol, junto da igreja da Lombada. Tem cerca de oito quilómetros e poderá ser feita entre três a quatro horas. É tida como uma das mais bonitas da Costa Oeste da Madeira.

No Dia Mundial da Água há propostas que só a Madeira pode oferecer

Miradouro Garganta Funda

Caso não seja fã de levadas, sempre pode percorrer pouco metros, na Ponta do Pargo, onde poderá vislumbrar a imponente queda de água com 140 metros de altitude.

No Dia Mundial da Água há propostas que só a Madeira pode oferecer

E porque não uma ida ao Fanal?

Depois das levadas e quedas de água, também pode optar por dar um ‘pulinho’ até ao Fanal, no Porto Moniz, e poderá ter a sorte de encontrar as famosas lagoas que se vão formando na manta verdejante deste local.

Outras Notícias