Sete estudantes portugueses participam em Abril no festival Monaco Electroacoustique

16 Fev 2019 / 00:00 H.

Sete estudantes portugueses, da Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) de Castelo Branco e da Escola Superior de Música de Lisboa, vão participar no Festival Monaco Electroacoustique, em Monte Carlo, de 18 a 20 de Abril, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) explica que três alunas da instituição integram um grupo de sete jovens compositores da ESART e da Escola Superior de Música de Lisboa que vão ser orientados pelo compositor português Jaime Reis e que irão apresentar obras em estreia escritas especialmente para o festival.

O Monaco Electroacoustique, organizado pela Académie Rainier III, tem direcção artística de Mario Mary, e decorre entre os dias 18 e 20 de Abril de 2019, em Monte Carlo.

O convidado de honra é o compositor argentino Daniel Teruggi, antigo director do Grupo de Investigação Musical, onde começou a trabalhar em 1981, tendo sido assistente de criadores como Alain Bancquart, Carlos Roque Alsina ou Iannis Xenakis.

A 5.ª edição deste Festival Bienal de Música Contemporânea junta 15 compositores convidados a mais de 50 estudantes provenientes de instituições de ensino superior de países como Argentina, Bélgica, Brasil, França, Itália, México, Portugal, Suécia e Suíça.

“Embora ainda pouco conhecida do grande público nacional, a escola portuguesa de música electroacústica é considerada das mais dinâmicas e inovadoras do mundo (...). Portugal desempenha, assim, um papel de vanguarda num domínio altamente emblemático da arte contemporânea”, lê-se na nota do IPCB.

Outras Notícias