Subida dos salários é mais acentuada na Alemanha

07 Set 2018 / 05:36 H.

Os salários ajustados pela inflação vão aumentar 1,5% este ano na Alemanha, um ritmo mais rápido do que o do resto da Europa, segundo um estudo publicado ontem.

A subida real dos salários na Alemanha deve acelerar este ano, depois de ter atingido 0,9% em 2017, numa altura em que a subida é de 1% no conjunto da União Europeia, segundo o estudo do Instituto alemão de Ciências Económicas e Sociais (WSI), ligado à fundação Hans Böckler, considerada próxima dos sindicatos.

“Tendo em conta o crescimento estável e o desemprego relativamente baixo, o crescimento real dos salários (na Alemanha) parece ainda modesto”, refere a fundação Böckler, citada pela agência AFP, quando o país regista nove anos consecutivos de crescimento.

O sindicato IG Metall conseguiu em fevereiro um aumento salarial de 4,3% do qual beneficiaram 3,9 milhões de trabalhadores do setor da metalurgia, abrangendo grandes empresas como a Daimler, a Siemens, a Bosch e algumas empresas exportadoras de menor dimensão.

Outras Notícias