Dez civis morrem e cinco ficam feridos após bombardeamentos na Síria

Síria /
05 Fev 2018 / 09:04 H.

Dez civis sírios morreram hoje e cinco foram hospitalizados com sintomas de asfixia, após bombardeamentos pelo governo de Bashar al-Assad na cidade noroeste de Saraqeb, disse o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSHR).

“Um odor nauseabundo espalhou-se depois de helicópteros do regime terem atacado vários bairros da cidade de Saraqeb na província de Idlib”, denunciou o OSDH citado pela Agência France Presse, acrescentando que moradores e fontes médicas referiram um “gás tóxico”.

As invasões da força aérea do regime mataram seis civis na cidade de Kafr Nabl, na província do Sul de Idlib, disse o Observatório.

Outros quatro civis foram mortos durante bombardeamentos do regime nas cidades de Maasarin e Maaret al-Numan.

De acordo com o Observatório, os aviões supostamente russos atingiram o principal hospital de Maaret al-Numan, “causando danos” e o estabelecimento deixou de funcionar.

Na quinta-feira, um alto funcionário dos Estados Unidos disse que o regime do grupo Bashar al-Assad e do Estado islâmico (IS) “continua a usar armas químicas”.

Na sexta-feira, o ministro da Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, afirmou que o “uso de cloro” foi usado “muitas vezes” em ataques na Síria.

“Mas o que mais nos preocupa é a possibilidade de o gás sarin ter sido usado” recentemente, acrescentou, afirmando que os Estados Unidos não possuem provas neste momento para apoiar esta hipótese.

A Síria classificou no sábado as recentes acusações dos Estados Unidos de “mentiras”.

Outras Notícias