Coreia do Norte assinala sexto aniversário da morte de Kim Jong Il

17 Dez 2017 / 11:48 H.

Uma multidão de norte-coreanos prestou hoje homenagem às estátuas e retratos dos seus líderes para assinalar o sexto aniversário da morte de Kim Jong Il, pai do actual dirigente norte-coreano, Kim Jong Un.

Sob um ambiente sombrio e ao som de música gravada, milhares de pessoas marcharam até ao Grande Monumento da Colina Mansu para se curvarem e depositarem flores aos pés das duas estátuas gigantes em bronze de Kim Jong Il e do fundador da nação, Kim Il Sung, o “eterno presidente” da Coreia do Norte e avô do actual líder do regime.

Kim Jong Il morreu em 17 de Dezembro de 2011.

Embora a sensação de luto nacional pareça menos intensa do que nos anos anteriores, os norte-coreanos deviam evitar beber ou divertir-se, e absterem-se de exibições inadequadas de diversão, um dia antes e no próprio dia do aniversário da morte de Kim Jong Il.

À meia-noite, altos quadros do partido no poder visitaram o mausoléu nos arredores da cidade onde estão os restos mortais dos Kim mais velhos, informou a agência estatal norte-coreana.

Outras Notícias